quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Uma carta em Homero



"Comoveu-se o esposo e disse, fazendo-lhe carinhos: ‘Anjo sem ventura, por mim não faças sofrer teu coração; ninguém me fará baixar ao Hades; homem nenhum, porém, foge à Moira, desde o dia em que nasce. Agora volta para casa, cuida de tuas coisas, da roça e do tear; vê que as fâmulas também às tarefas se apliquem. Aos homens troianos - e sobretudo a mim - incumbe-nos a guerra’.” Ilíada VI, 484-493 [trad. Haroldo de Campos]



Um comentário:

Borges, Patricia disse...

bela carta e não os comentários!

Marechal Carleto Gaspar 1841

Marechal Carleto Gaspar 1841