sábado, 23 de junho de 2007

- Clarice de Campos au Leme -



"Ser esquecido de que se existe!"



é do alto do pensar desse esquecer

que os deuses dos deuses dominam o mundo

ser alheio a si mesmo

nem arte nem silêncio


A.C.

Esta é a vida
vista pela vida
harmonia secreta da desarmonia
Luxo de minhas desequilibradas palavras

C.L.


Um comentário:

Fulano Di Tal disse...

não querer se saber
mais sempre confiar em si
passos depretensiosos
porém objetivos
para não tropeçar nas linhas tenues
o ilustrar da voz escrita
numa personificação sem formas
a face oculta tudo aquilo que não necessidade de ser dito
o sempre colorido silencio do pensamento suspenso
assombra fagulhas de iluminação
o impossivel mora além do compreender
e sabe que para voar
tem que se desaprender o chão

Marechal Carleto Gaspar 1841

Marechal Carleto Gaspar 1841