segunda-feira, 11 de maio de 2009

Pavitch e o estímulo ao Saque

.
Apenas trabalho com uma espécie de dicionário de cores e é o espectador quem cria, a partir desse dicionário, frases e livros, ou seja, imagens. Tu também poderias proceder do mesmo modo escrevendo. Não se poderia oferecer ao leitor um dicionário cujas palavras constituiriam um livro, deixando-lhe a tarefa de compor um conjunto a partir dessas palavras:
.

8 comentários:

Luiz Coelho disse...

as palavras de uma tradição que a mercê da tradição ainda não foi escrita. como se dissesse ao profeta, again: "coma estas palavras!"

Carleto Gaspar 1797 disse...

é a militância do saque bolada.

Lis disse...

que lindo isso da gente escrever em paralelo, no mesmo dia, sobre palavras e imagens. eu transitando de uma pra outra, vc da outra pra uma, e afinal elas são todas uma só - linguagem.

beijo, primo, há entre nós mto mais em comum q uma infância bem curtida.

p. disse...

PAROLE, PAROLE, PAROLE

TCHA TCHA TCHÁ !

(mancaria italióta)

irado o post ..

Kanon disse...

O que quer que um outro disse bem, é meu

Carleto Gaspar 1797 disse...

isso aí é o q? Sêneca??

Carleto Gaspar 1797 disse...

LANGUE, LANGUE, LANGUE

TUM, TUM, TUM


(QUE MANCARIA)

Carleto Gaspar 1797 disse...

EHNOIXMAPRI!!

Marechal Carleto Gaspar 1841

Marechal Carleto Gaspar 1841