segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Vai Carlos, ser gauche na vida


i

Losk, por que agora estás onde não queres?

Por que não arruma as coisas

E vai-te embora?


Que fará você com toda essa tristeza?

Que fará o dia em que ela não mais se for ?


Por que trazes aqui o que te deixas tão abatido?

Por que não gritas que não queres mais?


Losk, por que te calas menino?

Sinto tantas saudades tuas

Por que foges de ti?


ii


Por que esse sono eterno, esse cansaço, essa exaustão sem fim?

Por que esse desânimo com o porvir, esse ócio sem resultados, essa preguiça maciça?

Por que esse sono que não é vontade de se deitar, esse cansativo assombro do destino que chega?


Por que?


Resta dormir, sonhar e esquecer

E quem sabe, acordar em outro tempo

talvez em outro lugar




5 comentários:

petru disse...

estou caminhando pelo born
bairro gotico
bebado
sem fome
sem frustracoes
porem prostrado numa falta de maiores ideias . . observando tudo se derreter sobre efeito sintetico
e nesse momento uma voz escura vinda do paquistao sussurra entre nossos passos:
"haxixe ?"

Anônimo disse...

seremos gauches na vida SEMPRE - a droite que se..................................................vire!

Luiz Coelho disse...

Brother,

não lembro o site, mas de qualquer forma mando o link pro seu e-mail. Chega amanhã na Puc às 11horas pq eu vou apresentar um trabalho sobre Plástico Bolha na sala F400A.

Anota meu msn: luizoelho@hotmail.com

Anônimo disse...

adorei "anota meu msn" - oldiscul!
........omnia in uno.......

PH disse...

"tu es
time de tradição
raça amor e paixão
oh! meu mengo
eu...sempre te amarei
onde estiver estarei
oh meu mengo"

Marechal Carleto Gaspar 1841

Marechal Carleto Gaspar 1841