terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

- ASCENSÃO E QUEDA DO IMPÉRIO CARLETISTA -


4 comentários:

Anônimo disse...

Seria este o momento para dividir o poder Carletista e retomar o processo revolucionário? Distante e preocupado com as questões metafísicas da vida, Carleto vê-se agora em seu momento mais vulnerável. Provavelmente as ordens entre os comandos já não estão fazendo muito sentido. É fato que a Côrte Portuguesa já fala na "incopentência do selvagem" em fazer revoluções. Brindando em taças adornadas pelos cristais de Diamantina, os boçais da corte já sorriem: a supremacia ibérica na América Latina é incontestável.

alobato disse...

Temo pela ingenuidade de alguns. As tropas da Mantiqueira & Sul estão invioláveis. Inclusive, a decadência da Igreja nos domínios revolucionários proporcionará o Carnaval mais pagão do Novo Mundo. Quanto a possibilidade de divisão do poder carletista, aviso, as tropas de Pinheiro e Lobato mostram-se unidas por fortes laços estratégicos e de solidaderiedade e são capazes por si só de dar sequência ao processo revolucionário Carletista. O Marechal permanece vivo e voltará com as forças redobradas, pois novos alianças são tramadas.

Sem mais,


Lobato - Comandante das Forças da Mantiqueira & SUL

Anônimo disse...

Carleto???? Onde está vocÊ????
A sua presença aqui é fundamental!!!
Saudações Carletistas

piero disse...

Os cobra cega ficam todos ouriçados vendo q há hipótese de um declínio do império de carleto... aiai, pq tanto olho... sigam seus caminhos... há muita terra pra explorar e muita cultura pra dominar e agregar. Carleto é um só. único, obviamente, porém um marechal ocupado, pois além das ambições tem a consciência do poder q seu império carrega consigo. Venho aqui pra ressaltar que o bonde tá unido, a firma é forte... quem desacredita se deparará com o pior sentimento pra um homem... o pânico. somos decididos... temos o amor, mas se necessário utilizamos os mais requintados estilos de crueldade. dominamos militar, cultural e financeiramente TUDO... inclusive o sonho que os cobra cega tem de serem adeptos do carletismo!

Marechal Carleto Gaspar 1841

Marechal Carleto Gaspar 1841